Consultoria Financeira Empresarial • (11) 96852-6705(11) 95967-1687(11) 98138-6040
Dicas

Faturamento empresarial: como calculá-lo?

17/03/2021

O sucesso de um negócio depende – e muito – de uma boa gestão financeira. Por isso, é preciso entender alguns conceitos essenciais para conseguir administrar as finanças do negócio de maneira estratégica. O Faturamento empresarial é um desses conceitos que qualquer empresário precisa conhecer. Ele é fundamental para administrar melhor os resultados e conseguir traçar planos para o crescimento da empresa.

Faturamento empresarial

De forma resumida, o faturamento empresarial é o total de faturas que são emitidas. Ou seja, é o total das vendas que a empresa realizou durante um determinado período.

É através do faturamento que o Governo calcula o valor dos impostos a serem cobrados, considerando primeiramente o tipo de atividade que sua empresa desenvolve. Assim, o planejamento tributário é fundamental para evitar que você pague mais tributos do que deveria.

Há dois tipos de faturamento, o bruto e o líquido:

Faturamento Bruto

O faturamento bruto é o valor que a empresa recebeu pelas vendas dos seus produtos ou pela prestação de seus serviços em um determinado período.
Para fazer esse cálculo é necessário multiplicar o preço de venda do produto ou serviço pelo total vendido no período considerado.

Exemplo:
Uma loja vendeu 5 mil blusas em novembro, cada uma por R$ 50,00.
Vamos fazer o cálculo: 5.000 (número de produtos vendidos durante o período) x R$ 50,00 (valor do produto) = R$ 250.000,00. Este é o faturamento bruto da loja.

Faturamento Líquido

Já o faturamento líquido é o valor total do faturamento bruto menos os impostos que incidem na venda da mercadoria ou prestação de serviço.

Exemplo:
Vamos levar em consideração apenas o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que será de 15%.
Sendo 15% de R$ 250.000,00 = R$ 37.500,00

Então, o faturamento líquido é: R$ 250.000,00 – R$ 37.500,00 = R$ 212.500,00.

O valor do faturamento líquido é o que realmente ficará com a empresa, no nosso exemplo, os 15% de imposto vai para o governo. Mas lembre-se que, normalmente, há outros impostos a serem incluídos.

Lucro x Faturamento

Então este é o lucro da empresa? Não! Este foi o faturamento mensal da empresa.

Como já falamos, o faturamento consiste no total da receita arrecadada com as vendas dentro de um período específico. Enquanto o lucro corresponde ao valor da receita que você verdadeiramente ganha com seu negócio, depois de tirar todas as despesas.

De forma muito simplificada:
Lucro = Receita – Despesas

Faturamento alto não é sinônimo de lucro alto. O faturamento de uma empresa pode ser bom, porém, se as despesas forem elevadas, a lucratividade tende a ser baixa.

E quando a margem de lucro é pequena demais, ou seja, boa parte do faturamento é destinada a cobrir despesas da empresa, isso não é um bom sinal.

O prejuízo acontece quando as despesas são maiores do que o faturamento e você precisa investir dinheiro próprio para manter o negócio funcionando ou tem que recorrer a empréstimos.

Obviamente, só com o faturamento não dá para ter uma visão precisa e coerente sobre a saúde financeira da empresa. Apesar disso, entender e saber calculá-lo é muito importante, pois ajuda na análise da capacidade produtiva do negócio e a sua participação no mercado.

Algumas dicas para aumentar o faturamento empresarial:

  • Sem vendas, não há faturamento. Por isso, entenda as vendas como processos essenciais para a empresa e dedique-se a melhorá-los.
  • Um fator importantíssimo e diferencial é o atendimento. Quanto melhor, maiores são as chances de conseguir vender. Uma equipe capacitada contribui bastante, além de promoções, bônus e diferentes ofertas.
  • Lembre-se sempre que fidelizar clientes é mais barato que prospectar. Assim, agrade os clientes mais frequentes, os que fazem compras maiores e os que são pontuais no pagamento.
  • Nós já falamos, mas é sempre importante salientar: analise o faturamento junto com outras métricas financeiras. Para saber mais sobre algumas delas é só clicar aqui!
  • Tenha em mente o conceito de ponto de equilíbrio. Ele diz se a receita da empresa é suficiente para cobrir as despesas, ou seja, qual é o faturamento mínimo que a organização deve ter para bancar os custos fixos e variáveis. Com esse dado em mãos será possível analisar se o faturamento está fluindo.
  • Faça um levantamento das despesas, veja quais estão em excesso e se tem como reduzi-las. Há vários cenários em que isso é possível.
  • Uma das maneiras de aumentar o faturamento é analisar a margem de lucro para identificar se é possível aumentá-la. Mas aumentar essa margem refletirá no preço, por isso, é preciso olhar para muitos fatores, como a concorrência e a aceitação do consumidor.
  • Aumentar a capacidade produtiva da empresa também refletirá no faturamento. Ou seja, se a organização conseguir ganhar em quantidade de produtos produzidos ou serviços prestados, o faturamento aumentará na mesma proporção.

Tem dúvidas?

A Outbox oferece soluções e resultados ao seu alcance, ou seja, estratégias que sejam úteis para seu negócio e que você possa pagar e implantar. Temos recursos diferentes para cada tipo ou tamanho de empresa, o que torna o trabalho muito mais eficiente. Nossos especialistas têm décadas de atuação no mercado.

Para conhecer mais as nossas soluções e contratar uma consultoria financeira que promove resultados verdadeiros e rápidos, entre em contato conosco.